A atividade de controle do espaço aéreo é um elemento central do processo econômico, sendo responsável em termos globais pela movimentação de cerca de 2.6 bilhões de passageiros e 48 milhões de toneladas de carga, tendo um impacto global de cerca de 3.5% do produto interno bruto global, o que corresponde a aproximadamente 2.2 trilhões de dólares1.

Esse fato faz com que a supracitada atividade necessite de constantes atualizações, bem como a incorporação de uma série de tecnologias para o uso no controle do espaço aéreo, criando uma série de novas vulnerabilidades que precisam ser controladas.

Uma das características da atividade de controle do espaço aéreo é o fato de ela funcionar em rede e de forma global. Esses fatos fizeram com que diversos esforços mundiais começassem a ser desenvolvidos, visando proteger essa vital infraestrutura de atos de sabotagem e/ou falhas que possam comprometer a segurança das operações e os seus usuários2.

Em virtude de sua criticidade, torna-se necessário um monitoramento contínuo do risco, bem como a compreensão do significado que uma falha (intencional ou não) tem sobre as atividades desempenhadas no nível de missão, ou seja, seu impacto3.

Entretanto, os métodos de avaliação de impacto em uma infraestrutura crítica, como a existente no SISCEAB, avaliam apenas a estrutura em si e não levam em consideração o impacto na missão que esta infraestrutura suporta, fazendo com que o resultado dessa análise seja parcial e incompleto. Assim, a análise do impacto na missão é feita subjetivamente por analistas de forma não automática, uma solução custosa e não expansível - acrescentar mais analistas sobrecarrega o sistema e não resolve os problemas gerados pela crescente complexidade da infraestrutura crítica.


1. A Framework for Aviation Cybersecurity - An AIAA Decision Paper. The American Institute of Aeronautics and Astronautics (AIAA), August, 2013.

2. Cyber Security in Civil Aviation. Center for the Protection of National Infrastructure (CNPI), August, 2012 – United Kingdom.

3. Musman, S.; Tanner, M.; Temin, A.; Elsaesser, E. and Loren, L. A systems engineering approach for crown jewels estimation and mission assurance decision making. Computational Intelligence in Cyber Security (CICS), 2011 IEEE Symposium on, vol., no., pp.210-216, 11-15 April 2011.