O projeto SRBC-CPDLC (Controller Pilot Data Link Communications) é um subsistema que permite a troca de mensagens de texto via enlace de dados (Datalink) entre o piloto e o centro de controle, essa operação hoje só é possível no real, na FIR Atlântico. O objetivo é proporcionar aos ATCO's um treinamento simulado, cujos cenários representem situações reais e não comuns nessa área e em áreas continentais. Este projeto contempla também dois subsistemas, o ADS-C (Automatic Dependent Surveillance- Contract), que é utilizado para vigilância e envio de reportes pela aeronave. E o DSP (Data Link Service Provider), responsável pela comunicação e conversão de protocolos entre piloto e o STVD X4000/SAGITARIO 2.1.

Desde 2009, o SISCEAB utiliza na FIR Atlântico (ACC AO) os procedimentos operacionais para uso da Comunicação por Enlace de Dados Controlador-Piloto (CPDLC) e de Vigilância Dependente Automática (ADS-C) em conformidade com os objetivos da ICAO. O novo desafio para o DECEA, está em estender esse conceito CPDLC aplicado no Atlântico, para uso continental, estabelecendo-se novos padrões de operação ATC e, principalmente, capacitando os ATCO para a funcionalidade CPDLC continental.

CPDLC

A Comunicação por Enlace de Dados (“Datalink”), é utilizado basicamente para comunicação CPDLC/ADS-C entre o Centro e a aeronave. O serviço CPDLC é utilizado para comunicação com a aeronave em cenários onde a comunicação via rádio é deficiente ou congestionada. As mensagens CPDLC podem ser de “downlink” quando são enviadas pela aeronave para o Centro, ou de “uplink”, quando são enviadas pelo Centro para a aeronave. O ADS-C é utilizado para vigilância e envio de reportes por parte da aeronave, sem a interferência do piloto. Os Sistemas STVD X4000/SAGITARIO 2.1 utilizam as informações enviadas no reporte ADS-C principalmente para localizar e extrapolar a pista.